Após atingir a meta, Secretaria de Saúde de Bayeux amplia vacinação contra gripe para toda a população

Após atingir a meta, A Secretaria Municipal de Saúde de Bayeux ampliou nesta segunda-feira (12), a vacinação contra a gripe para pessoas de todas as faixas etárias. Em Bayeux, já foram vacinadas 17.100 pessoas, ou seja, 90,38% do público alvo.

Após atingir a meta, Secretaria de Saúde de Bayeux amplia vacinação contra gripe para toda a população

Após atingir a meta, A Secretaria Municipal de Saúde de Bayeux ampliou nesta segunda-feira (12), a vacinação contra a gripe para pessoas de todas as faixas etárias. Em Bayeux, já foram vacinadas 17.100 pessoas, ou seja, 90,38% do público alvo.

A vacina protege contra os três subtipos do vírus da gripe (A/H1N1; A/H3N2 e influenza B). É importante levar o cartão de vacinação, para quem já possui.

Segundo a secretária de Saúde, Haline Leite, os bayeuxenses que ainda não se vacinaram contra a gripe poderão ir a qualquer um dos 28 centros de saúde da cidade. “Somos a primeira cidade da Região Metropolitana a atingir a meta. Ficamos felizes com o resultado e orientamos que toda a população tome a vacina para se imunizar contra a gripe e seus possíveis agravamentos. É importante que todos se vacinem neste período para ficarem protegidas quando o inverno chegar”, disse.

Prevenção

A transmissão dos vírus influenza ocorre pelo contato com secreções das vias respiratórias, eliminadas pela pessoa contaminada. A orientação é que a população tome cuidados simples como medida de prevenção para evitar a doença, como: lavar as mãos várias vezes ao dia; cobrir o nariz e a boca ao tossir e espirrar; evitar tocar o rosto; não compartilhar objetos de uso pessoal; além de evitar locais com aglomeração de pessoas.

Mesmo pessoas vacinadas, ao apresentarem os sintomas da gripe – especialmente se são integrantes de grupos mais vulneráveis às complicações – devem procurar imediatamente o médico. Os sintomas da gripe são: febre, tosse ou dor na garganta, além de outros, como dor de cabeça, dor muscular e nas articulações. Já o agravamento pode ser identificado por falta de ar, febre por mais de três dias, piora de sintomas gastrointestinais, dor muscular intensa e prostração.